No ano passado, os proprietários de imóveis viram os preços médios das casas dispararem quase 20% no terceiro trimestre de 2021 em comparação com 2019, de acordo com a Federal Housing Finance Agency.

No que diz respeito ao mercado imobiliário de luxo, o relatório Luxury Portfolio International revela uma tendência dominante em relação à aquisição de imóveis, que teve início durante o terceiro trimestre de 2020 e se manteve ao longo 2021, confirmando que a compra de imóveis de luxo permanece alta e os aumento de preços parece continuar.

 

Olhemos para algumas das tendências para 2022 e para os anos seguintes:

  • Casas Verdes e Sustentabilidade
  • Casas inteligentes
  • Moeda digital para transações imobiliárias
  • Tours virtuais focados em recursos visuais
  • Maiores expectativas de atendimento ao cliente

1. Casas Verdes e Sustentabilidade

A sustentabilidade ambiental é hoje um grande fator diferenciador no mercado imobiliário, e os compradores estão dispostos a pagar mais para ter recursos e comodidades que os preparem melhor para o futuro. De acordo com o relatório Luxury Portfolio International, 75% dos entrevistados afirmaram escolher a sua próxima casa com a sustentabilidade em mente, com 90% que dizem “sim” aos recursos ambientais (um número sem precedentes).

2. Casas inteligentes

A indústria de casas inteligentes está em claro crescimento. Embora os proprietários usem dispositivos inteligentes por vários motivos, os produtos mais populares são projetados para aumentar a segurança doméstica e o uso de energia. Os potenciais compradores de casas afirmam que os dispositivos domésticos inteligentes estão a torn-se uma parte essencial das suas vidas e contratos de compra e venda.

3. Moeda digital para transações imobiliárias

Bitcoin é provavelmente a próxima “big thing” no setor imobiliário, a todos os níveis. A criptomoeda está a integrar as transações imobiliárias de várias maneiras. Vários vendedores e agentes imobiliários têm usado as listagens de imóveis para criar mais “buzz” e chamar a atenção para as suas propriedades. Também os inquilinos e compradores começam a querer pagar com criptomoedas.

4. Tours virtuais focados em recursos visuais

De acordo com a pesquisa recente da National Association of Realtors, a geração millennial representa 38% dos compradores de imóveis nos EUA em 2020. A maioria desses compradores visitou propriedades on-line e, nove em cada 10, identificou o factor fotografia como determinante no processo de compra – uma tendência espalhada pelo mundo. Fotografia de alta qualidade, tours virtuais e a produção de curtas-metragens tornaram-se essenciais para uma experiência digital centrada no cliente.

5. Maiores expectativas de atendimento ao cliente

Como os compradores de imóveis esperam ter a mesma experiência digital que obtêm da utilização de outras aplicações e plataformas disponibilizadas nos locais em que trabalham e vivem, os agentes imobiliários vêm atendendo a essas expectativas. Os críticos acreditam que, em cinco anos, cada propriedade ou imóvel terá disponivel uma visita 3D, que será usada tanto para fins de marketing, como operacionais.